Diogo Vilhena: “Temos nos Juniores vários atletas com mais de 8 anos de clube”

Setembro 10, 2018

Quem de 39 anos tira 9 quantos ficam? É fácil. Três décadas de dedicação ao Estoril Praia. Primeiro como jogador, depois adepto e treinador. Diogo Vilhena arranca para mais uma época no comando técnico da equipa de juniores com uma certeza: "O clube tem uma estrutura que me dá todas as condições para me preocupar exclusivamente em fazer desenvolver os meus atletas". É isso que promete, ajudar os atletas a crescer e construir uma equipa que entre sempre para ganhar. O resto? É bola.

Qual é o balanço que fazes deste arranque de campeonato?

Tem sido um começo de época muito positivo. Penso que ao estarmos a dar continuidade ao trabalho desenvolvido na época passada, juntando o facto de muitos jogadores já estarem identificados com a nossa forma de trabalhar e pensar o jogo, permitiu-nos acelerar a consolidação de alguns processos fundamentais para criarmos uma equipa forte. Desde de 16 de Julho, dia em que nos juntámos, que a resposta de todos os jogadores tem sido fantástica e é muito bom podermos ver que a dedicação e entrega tem sido recompensada no dia do jogo.

Quando olhamos para a equipa sénior do clube e para o plantel dos sub-23, vemos 7 jogadores que no ano passado jogavam na nossa equipa de Juniores. O que é que isso diz sobre o trabalho que estamos a desenvolver?

Penso que se olharmos de uma forma abrangente para todo o futebol de formação do Estoril Praia, o ideal seria que todos os anos subissem para o escalão seguinte um número elevado de atletas. Há muitos anos que a formação do Estoril Praia  privilegia a aposta nos jogadores identificados com os nossos valores e com a nossa identidade. Sabemos que nem todos realizam o percurso até ao futebol profissional, no entanto é o nosso dever fornecer-lhes todas as ferramentas para que o possam conseguir. Por exemplo, este ano no plantel dos juniores temos atletas que jogaram nos infantis de 7 e que têm mais de 8 épocas consecutivas ao serviço do Estoril Praia e isso tem de significar algo, tem de ser valorizado.

 "No plantel dos juniores, temos atletas que jogaram nos infantis de 7 e que têm mais de 8 épocas consecutivas ao serviço do Estoril Praia e isso tem de significar algo, tem de ser valorizado."

Voltando à tua pergunta, penso que a sequência lógica de todo o trabalho desenvolvido pelo clube ao nível da formação deverá ser essa forte aposta do futebol sénior clube e do futebol profissional nos nossos atletas. Claro que também é muito importante que os nossos atletas sintam que podem estar próximos desses contextos. Fico muito orgulhoso e satisfeito por perceber que neste momento o Grupo Desportivo Estoril Praia e a Estoril Praia SAD estão a trabalhar em conjunto para proporcionar aos atletas que transitam para os seniores um conjunto de soluções que lhes permite dar continuidade ao seu percurso no futebol.

"A sequência lógica de todo o trabalho desenvolvido pelo clube ao nível da formação deverá ser essa forte aposta do futebol sénior clube e do futebol profissional nos nossos atletas."

Há algum tempo que o clube não tinha uma época tão tranquila nos juniores como teve no ano passado. Os objetivos desta época passam por repetir essa tranquilidade?

No início da época passada sentimos que devíamos realizar algumas alterações na forma como trabalhamos na anterior. A principal está relacionada com o aumento do compromisso e dedicação ao processo, quer dos treinadores que compunham a equipa técnica, quer dos jogadores. Este aumento de tempo dedicado ao treino de campo e fora do campo, em contexto não profissional, trouxe alguns desafios e dificuldades, mas no final revelou-se o grande segredo da época mais tranquila.

"Não abdicamos de um modelo de jogo que permite a valorização dos nossos atletas e que permita à equipa entrar em qualquer campo para disputar o resultado do jogo."

Em relação à pergunta, percebo-a e sei que quem está de fora do processo quer saber o que queremos atingir, quais os objetivos, se vamos descer ou manter, se é este ano que vamos ao apuramento de campeão, etc. Penso que devemos focar os nossos esforços e energia naquilo que controlamos, claramente, no que está no nosso controlo, quer da estrutura do futebol de formação, quer da equipa técnica. Ou seja, na criação de condições, dentro e fora do campo, que nos permitam exigir o máximo dos nossos atletas. Não abdicamos de criar uma equipa forte, em que os interesses coletivos estão acima dos interesses de qualquer um de nós: uma equipa competitiva, determinada, assente num modelo de jogo que permite a valorização dos nossos atletas e que entra em qualquer campo para disputar o resultado do jogo.

Chegaste pela primeira vez ao clube há 14 anos. O clube de hoje é muito diferente desse clube que encontraste quando chegaste?

Cheguei como treinador ao Estoril Praia há 14 anos depois de terminada a minha licenciatura e como estagiário, mas se juntarmos os 4 como atleta e mais uns quantos enquanto adepto, posso dizer que desde os meus 9 anos de idade que estou ligado a este clube.

"No Estoril Praia há uma estrutura que me dá todas as condições para me preocupar exclusivamente em fazer desenvolver os meus atletas"

Referindo-me “apenas” aos 14 anos enquanto treinador, é evidente que o clube verificou um desenvolvimento notável, quer ao nível das infraestruturas quer ao nível dos recursos humanos. É com muita satisfação que vejo que tenho no Estoril Praia há uma estrutura que me dá todas as condições para me preocupar exclusivamente em fazer desenvolver os meus atletas. Aliás, a este nível deixa-me elogiar mais uma melhoria em relação a época passadas e salientar a construção do ginásio como mais um passo certo no garante de todas as condições para os nossos atletas.

Queres deixar alguma mensagem final?

Gostaria de deixar a garantia que tudo iremos fazer para honrar e dignificar o Grupo Desportivo Estoril Praia e gostaria de pedir o apoio de todos os sócios já no próximo dia 15 no nosso centro de treinos com a U. D. Leira.

Equipa técnica:

Valter Monteiro - Treinador Adjunto / Bruno Novo e Carlos Bernado - Preparadores físicos / Mário Picoto - Treinador de guarda-redes / Eric Malachi - Video-analista / Pedro Martins - Estagiário


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *