Sara Borges

17 Maio, 2017

Tenho 39 anos, sou solteira e vivo em Alcabideche. Tenho uma mana que é 7 anos mais nova do que eu e nós somos uma mistura do norte com a região saloia, ou seja, o nosso pai nasceu no Peso da Régua e a nossa mãe é da zona da Lourinhã. Os dois trabalharam no Hotel Cidadela e foi ai que se conheceram dando inicio ao namoro.
Tenho uma família grande em que nos damos todos muito bem, sempre que podemos estamos juntos.
Sempre pratiquei desporto, principalmente futebol que sempre foi a minha “paixão” e natação.
Neste momento sou agente de segurança privada, mas já tive outros empregos bem diferentes e bem melhores, mas circunstâncias da vida fizeram com que não pudesse prosseguir nos mesmos.
No meu tempo livre, que é pouco, gosto de estar com família e amigos, ir aos treinos do Fut4Women, andar de mota, passear, ir ao cinema, ler.
O Fut4women trouxe um novo alento à minha vida, além de poder fazer uma das coisas que mais amo, que é jogar futebol, ajudou-me bastante em fases menos boas da minha vida, como o falecimento dos meus avós neste último ano. A dinâmica do grupo faz com que na altura do treino tudo se esqueça, principalmente as coisas menos coisas. Na hora do treino, só há espaço para treinar, nos divertirmos, convivermos, sempre com grande espirito de equipa e muita diversão. Digamos que o Fut4Women é o “escape” do meu dia-a-dia. Numa altura em que o meu emprego começa a ser cada vez mais difícil de suportar, este grupo, esta equipa e todos os elementos que a envolvem é o que me vai ajudando a ultrapassar isso. Além de tudo isso, permitiu-me fazer coisas que nunca pensei que iria fazer, como por exemplo, entrar no relvado dum estádio de futebol com uma equipa profissional de futebol, foi como um pequeno sonho tornado realidade. Conheci pessoas espectaculares, divertidas, com personalidades diferentes, mas todas com o mesmo objectivo. Sinto muito a falta quando não consigo ir treinar.